Implantes Dentários

Implantes Dentários

IMPLANTES DENTÁRIOS: DESCUBRA TUDO SOBRE ESSE TRATAMENTO ODONTOLÓGICO

Os implantes dentários fazem parte de uma especialidade odontológica chamada implantodontia e o seu principal foco é a reabilitação de boca após perda dos dentes, um sorriso bonito e uma mastigação eficaz e saudável!
Esse é um tratamento muitas vezes necessário para que o paciente recupere o seu sorriso e autoestima, não somente, a perda de dentes – o que essa linha de tratamento procura evitar – é um grande problema que afeta inclusive a digestão do indivíduo. Ou seja, essa é uma questão que vai muito além de questões estéticas.
É pensando nesse e outros problemas orais que o Dr. Arya, um dentista em Santos, traz seus materiais de consumo, técnicas diferenciadas e equipamentos diretamente do seu consultório em Nova York, nos Estados Unidos. Assim, a população da baixada santista poderá aproveitar as práticas e metodologias mais modernas do mercado a um valor acessível para a região.
Isso porque, ao trazer tudo isso do seu próprio consultório nos EUA, o mesmo barateia o custo do serviço, uma vez que no Brasil, o custo para adquirir o mesmo equipamento é muito maior.

PRIMEIRO, O QUE SÃO OS IMPLANTES DENTÁRIOS?
O implante dentário é uma espécie de raiz artificial feita de metal, normalmente em titânio, que é inserida diretamente no osso de mandíbula ou maxila a fim de servir de base para a colocação de dentes artificiais. É uma estrutura muito similar a um parafuso, justamente para ficar bem preso ao osso do paciente, oferecendo suporte e confiança por anos.
Esse sistema de ancoramento pode ser utilizado para colocação de próteses totais ou parciais e de forma geral, oferecem muito mais conforto, confiança e eficiência de mastigação ao paciente quando comparadas às próteses removíveis convencionais como dentaduras. Evitando não somente aquela cena clichê na qual a prótese toda cai da boca do indivíduo, como também conferindo muito mais conforto no decorrer das funções bucais convencionais.
Uma das grandes vantagens de implantes comparado às próteses removíveis é a preservação do osso na região, pois o implante funciona como estímulo, assim, mantendo o volume e a densidade óssea ao longo dos anos.
Quando a área de dentes perdidos não é restaurada ou são usadas as próteses como dentaduras isso vai causar mais perda óssea ao longo dos anos com risco de ficar incapaz de restaurar a boca no futuro. Isso irá vai afetar toda qualidade de vida do paciente e pode até diminuir a expectativa de vida devido à má nutrição e suas consequências.
Ao final da fixação das estruturas que ficam fixadas diretamente sobre o osso, os implantes, são colocadas as próteses dentárias. Essas são as partes visíveis que simulam os dentes do indivíduo, tanto em aparência quanto em função e apresentam-se em vários tipos.

TIPOS DE PRÓTESES SOBRE IMPLANTES
Existem os seguintes tipos de próteses sobre implantes que podem ser utilizadas, e somente um dentista poderá indicar qual tipo de prótese que deverá ser utilizada em cada paciente. Isso porque, mesmo sendo um tratamento bastante democrático, existem algumas
limitações que fazem que nem todos os indivíduos possam utilizá-los. Falaremos sobre este assunto mais à frente.

Prótese Protocolo
Trata-se da prótese total que é fixada por 4 a 8 implantes dentários, isso também irá variar caso a caso. Esses são o tipo de prótese que somente podem ser retirados pelo próprio dentista.
Sendo especialmente indicadas para quem quer correr da dentadura removível, as próteses protocolos são feitas em resina ou porcelana e requerem bastante cuidado dos seus usuários. Isto se dá, porque a sua estrutura é fixa, dificultando a higienização completa da mesma. Por esta razão, muitos pacientes optam pela prótese removível, pois parece e funciona como uma prótese fixa com a vantagem de uma higienização melhor e mais fácil.

Prótese Overdenture
Essa é uma ótima opção, especialmente para quem gostaria de trocas as dentaduras e as próteses tipo ponte removível, conhecidas pelo seu grande e crescente desconforto. Não somente, essa também é uma opção mais acessível e mais fácil de higienizar.
Ela proporciona estabilidade ao falar e mastigar, diminuindo as dores e cortes na gengiva, uma vez que a sua base está diretamente ligada ao osso da face do indivíduo. Um grande diferencial é que ela pode ser removida pelo próprio paciente, facilitando o processo de limpeza como um todo.

Próteses tipo coroas sobre implantes
Essas próteses somente podem ser confeccionados quando há osso suficiente para fabricar uma coroa sem a necessidade da parte acrílica que existe nas próteses como overdentures e protocolo. Essas próteses são cementado ou parafusados sobre os implantes e não são removíveis.

QUAIS AS INDICAÇÕES DE UM IMPLANTE DENTÁRIO

Os implantes dentários são um método ideal de substituição de dentes para pessoas que perderam um ou mais dentes devido a um acidente, doença periodontal/doença gengival, cáries ou qualquer outro motivo.
Algumas condições, como cárie grave em que não é possível recuperar o dente, é necessário substituir o dente e a própria raiz para que o indivíduo tenha de volta às funções normais.
Independente da motivação para procurar um dentista a fim de realizar esse procedimento, existem os seguintes motivos para seguir com a colocação dos implantes:
Melhorar a mastigação: ter a arcada dentária completa faz com que o trabalho de mastigação seja muito mais efetivo, eliminando até mesmo problemas de digestão;
Estética e conforto: por ser uma solução mais permanente, muitos pacientes procurar por essa solução a fim de sorrir sem preocupações e contar com uma prótese mais confortável;
Dicção: outro problema que a falta de dentes causa é a dicção, esse tratamento pode trazer de volta a plena habilidade de falar, algo que nem todos indivíduos nessa condição conseguem.
Preservação de osso na área onde o dente foi perdido. Assim como um músculo quando não é utilizado, o osso também tende a atrofiar por esse mesmo motivo.
Sendo assim, a colocação de um implante garante que aquele osso continue em uso, e não atrofie com tempo de desuso.

Antes Depois

Essa abordagem é importante tanto para manter a densidade e o volume ósseos, como também para manter uma aparência natural e saudável, uma vez que os músculos da face também continuaram em seus devidos locais. Portanto, o paciente não mostrará os sinais de envelhecimento precoce que são vistos com mais frequência em usuários de próteses móveis, como dobras e rugas para-labiais exageradas.
Pensando no menor trauma possível para o paciente, Dr. Arya também pratica a abordagem biomimética o que constitui os tratamentos mais conservadores usando materiais dentais mais semelhantes a estrutura dentária. Assim com tratamento de implantes estamos preservando a saúde dos dentes adjacentes. Como não há necessidade de trabalhos de coroas e pontes, os dentes vizinhos não são alterados ou reduzidos em tamanho; portanto, não existem complicações potenciais associadas a coroas e pontes, como sensibilidade, cárie, terapia de canal radicular e até mesmo possíveis perda dentária devido outros riscos e complicações.
Apesar de ser um procedimento com alta taxa de sucesso, cerca de 98% dos casos não tem nenhuma complicação, é importante ter em mente que esse é um procedimento odontológico complexo, logo, também traz consigo riscos. Falaremos mais sobre as contra indicações desse tratamento à frente.
Mas, apesar dos riscos, esse também é um tratamento com inúmeros benefícios:

OS BENEFÍCIOS DA REPOSIÇÃO DENTAL ATRAVÉS DOS IMPLANTES

Um dos benefícios mais significativos da restauração de dentes perdidos com implantes em vez de dentaduras é para a mastigação do indivíduo. Ele poderá mastigar com mais eficiência usando forças de mordida mais fortes, sendo capaz de manter uma dieta mais saudável e equilibrada.
Isso porque dentaduras não combinam como alimentos mais difíceis de comer como carnes e vegetais e consumir alimentos menos macios, como carboidratos, que podem levar à obesidade. Portanto, os sintomas frequentemente associados à desnutrição, vistos pela maioria dos usuários de próteses dentárias, são eliminados e a expectativa de qualidade de vida do indivíduo melhora.
Além disso, em comparação com as dentaduras tradicionais, os implantes se parecem e se comportam mais com dentes naturais, melhorando assim o perfil facial e a composição estética geral do rosto.
Não somente, é possível inferir que a escolha pelos implantes dentais não é somente uma questão de estética, mas de qualidade de vida como um todo. Essa escolha irá reverberar no campo social, profissional e até mesmo na forma como o indivíduo se enxerga.

O que são implantes dentários?

Antes Depois

COMO FUNCIONA O PROCEDIMENTO DE COLOCAÇÃO DE UM IMPLANTE DENTÁRIO
Se você já leu até aqui, deve estar curioso para saber como funciona o procedimento de colocar um implante dentário. Bem, agora vamos falar um pouco sobre isso, seguindo das contra indicações desse método de substituição dentário.

ETAPA CIRÚRGICA
A primeira etapa desse processo é a cirúrgica, quando se insere o implante diretamente no osso do indivíduo, que pode ser o maxilar se for na arcada dentária superior ou na mandíbula se for na arcada inferior.
Durante uma cirurgia o osso é perfurado com a ajuda de brocas super precisos e o parafuso de titânio (o implante) é inserido na arcada dentária. Depois desse processo, o paciente ainda volta para casa sem o dente protético. Isso porque é necessário um período de 3 a 12 meses até acontecer um fenômeno chamado de ossointegração.
Enquanto o osso se recupera, o implante dentário estará tão fixo quanto os demais dentes. É esse processo que devolve ao indivíduo a força na mastigação.
Ademais, os metais utilizados para fabricação dos implantes são bioinertes e biocompatíveis, ou seja, as chances de serem rejeitados pelo corpo é ínfima. O que pode acontecer são problemas pós-operatórios, nesse sentido, é sempre importante contar com um profissional especializado pois nos casos de tratamento de implantes há mais de 50 variáveis a serem considerados durante o planejamento! Portanto precisa bastante cautela e atenção nessa fase de desenvolvimento de plano de tratamento a fim de evitar os inerentes riscos e complicações associados aos tratamentos de implantes dentários.
Existem casos especiais chamados de Carga Imediata que é quando a coroa é colocada no implante imediatamente após a colocação de implantes. Trata-se de uma prótese provisória que fica com o paciente por alguns dias e depois é substituída pela prótese definitiva.
Apesar de prático, nem todos os pacientes podem colocar a carga imediata, o perfil ósseo dele deve ser capaz de suportar o implante e não ter problemas de cicatrização, bruxismo ou mesmo osteoporose.

ETAPA DE REABERTURA
Após o tempo de recuperação vem a etapa da reabertura. Esta normalmente acontece quatro a oito meses após a colocação de implante, com algumas exceções nos casos de carga imediata. Isso se dá, porque enquanto o osso se recuperava, também fica mais rígido e denso, integrando-se com o implante que estava abaixo da gengiva.
Nesse momento, o resultado da cirurgia ficará exposto para que então o restante das partes possa ser afixado, incluindo a coroa que serve a função do dente perdido. Nessa fase o indivíduo já está com a prótese dentária e já pode utilizá-la naturalmente. Contudo, ainda resta uma última etapa.

AJUSTE DA PRÓTESE
Cada dentição é única, sendo assim, as últimas sessões relacionadas ao tratamento de implante dentário é o ajuste da coroa ou coroas quanto a altura e formato. Isso irá garantir que o indivíduo não se machuque, mordendo o interior das bochechas ou língua, ou mesmo coloque stress demais sobre implante que poderia causar a perda óssea envolta dele. Essa equilibração de dentes sobre implantes também tem como objetivo atingir uma mordida harmoniosa, eficaz e uma estética satisfatória.

QUAIS OS RISCOS DO IMPLANTE DENTÁRIO?
Ainda que seja uma técnica previsível, quando feita pelas mãos de um profissional experiente, tal qual qualquer cirurgia, necessita de atenção especial, para diminuir as chances e possibilidades de complicações.
Muito do risco gira em torno de contaminações e infecções, sendo assim, todos os cuidados para manter a área o mais limpa e desinfectada possível são importantes.
No caso de infecções, isso faria com que toda a área da cirurgia ficasse sensível com possibilidade de ficar inchada, sangramentos e até mesmo desenvolva pus, colocando em risco o sucesso do implante. Até com a área cirúrgica devidamente desinfectada, ainda há chances pequenas de desenvolvimento de problemas durante o processo de cicatrização após a cirurgia ou mesmo após a colocação de prótese sobre o implante. Especialmente nos casos de pacientes que costumam usar os produtos com tabaco e álcool, e nos casos de doenças sistêmicas que afetam o sistema imunológico, como pacientes com diabetes, osteoporose, entre outros.
Uma infecção prejudica o processo de cicatrização do osso ao redor do implante e pode inclusive, inviabilizar a colocação da parte protética.
Existe também uma possibilidade pequena de danificar os nervos ou vasos sanguíneos na área durante a perfuração do osso para colocação do implante, contudo, esse é raro acontecer pois são solicitados exames radiográficos e o há muito planejamento para que tudo ocorra como esperado.

EXISTE CONTRAINDICAÇÃO PARA A CIRURGIA?
Sim, nem sempre o indivíduo cumpre todos os requisitos para a realização da cirurgia de implante dentário. Isso normalmente acontece por conta de problemas sistêmicos tais como:
Doenças do coração;
Diabetes
Estomatite;
Hipertensão;
Hipertonia dos músculos da mastigação;
Pacientes tabagistas ou alcoolistas;
Problemas no sistema nervoso central;
Tuberculose;
Outras doenças da cavidade oral.
Ademais, problemas como inflamações da gengiva, cáries e outros problemas bucais devem ser tratados antes de iniciar o procedimento em questão.
Pacientes com doenças sistêmicas são encaminhados para seus médicos responsáveis para determinar se eles são candidatos para colocação de implantes e quais prevenções seriam necessárias para realizar esse tratamento.

CUIDADOS PARA CONSERVAR O IMPLANTE DENTÁRIO
Idealmente, o indivíduo que passou pela cirurgia para colocar o implante dentário deve ficar em repouso nas primeiras 24 a 48h e aplicar gelo no local para ajudar a diminuir possíveis inchaços. Se após dois dias continue inchado, é importante voltar até o cirurgião dentista para que a causa seja avaliada.
A alimentação também deve basear-se de alimentos de temperatura ambiente, frios ou gelados nas primeiras 48h e a higienização deve ser como recomendado pelo Dr. Arya.
Não somente, é importante utilizar todos os medicamentos e produtos receitados pelo cirurgião dentista. Eles ajudarão a lidar com a dor, o inchaço e ainda previnem infecções bacterianas.
Vale a pena ressaltar a prática de técnicas corretas de escovação, fio dental e/ou water pick (jato de água com pressão) etc. para minimizar a placa bacteriana assim diminuindo riscos de problemas gengivais como peri-implantite, a qual poderia levar a perda de implantes e mesmo dos dentes. Mantenha suas consultas periódicas de seis em seis meses com seu dentista para fazer um checkup geral e verificar se tudo está em bom estado geral.
Você poderia conferir as técnicas corretas de escovação e fio dental em nossa página de Prevenção.